A importância do Programa de Saúde da Família

O Programa de Saúde da Família (PSF), posto em prática no ano de 1994, surgiu a partir do desenvolvimento do Programa de Agentes Comunitários de Saúde (PACS), criado três anos antes. O PSF vem realizando uma série de ações positivas para a saúde pública, como o remanejamento de recursos para pagamento de serviços visando melhorar o modelo de assistência médica.

Como surgiu o PSF?

O surgimento do Programa da Saúde da Família se deu por conta da necessidade de uma nova estratégia de reorganização e reorientação do modelo tecno-assistencial de saúde do Brasil. A implementação do PSF teve como principal proposta por em prática ações de prevenções de doenças e de promoção da saúde básica, muitas vezes falha em cidades pequenas pelo interior do Brasil. Essa assistência se baseia no desenvolvimento de ações voltadas à atenção básica em saúde, dentro de uma perspectiva de ação integral e preventiva aos membros de uma família que estão inseridos dentro de uma comunidade. As ações do PSF são realizadas através da educação em saúde, da promoção da saúde, da participação da comunidade e do trabalho intersetorial entre equipe de saúde, família e comunidade. O princípio se baseia na formação de uma rede de agentes de saúde que atuam na prevenção de doenças básicas, diminuindo o gasto em tratamentos e melhorando o atendimento da população.

Forma de mudança

O PSF é uma estratégia governamental que alinha a estrutura física e conceitual dos serviços de saúde para que haja a possibilidade de reverter a forma de prestação da assistência à saúde. Isso significa que, o programa implementado em 1994, contribui na reorganização de todo o sistema de saúde, colocando a atenção básica como reorientação do modelo assistencial. Sendo essa assistência básica como uma nova concepção, que está centrada na promoção da saúde e da qualidade de vida da população, e não mais no tratamento da doença.

Relação com o SUS

É impossível, hoje, pensar no sistema de saúde público brasileiro e não pensar diretamente no Sistema Único de Saúde (SUS). Dessa forma, o Programa de Saúde da Família é uma estratégia de aprimoramento e consolidação do SUS. Essas ações são realizadas através da reorientação ao nível domiciliar e ambulatorial, tendo como foco a comunidade, a família e, principalmente, o indivíduo.

Estratégia de saúde da família

O Programa de Saúde da Família foi concebido e implementado com o objetivo de substituir o modelo ortodoxo, hospitalocêntrico e curativista por um modelo que seja capaz de respeitar a integralidade e universalidade da assistência médica, seguindo os princípios e diretrizes do SUS, sendo visto, por alguns, como uma estratégia de aprimoramento do mesmo. A estratégia da saúde da família é considerada, até hoje, a melhor ferramenta para intervenção em assistência, prevenção de doenças e promoção da saúde entre os cidadãos brasileiros. O Programa de Saúde da Família busca facilitar o acesso de todos aos serviços de saúde e, juntamente, fornecer um atendimento personalizado, de forma mais acolhedora. Sendo possível, assim, manter uma relação direta com os usuários do sistema e estabelecer responsabilidades com relação à manutenção da saúde da comunidade. Nova forma de pensar a saúde Através dessa atuação voltada para um indivíduo que vive em comunidade, o PSF ocupa um espaço de elaboração e construção de novas práticas de saúde, trazendo para a população uma nova forma de pensar e fazer saúde. Essa proposta é pautada em um processo de humanização do atendimento dos usuários do sistema de saúde público.

Por conseguinte, o programa em sua essência é de suma importância e com sua aplicabilidade efetiva, traz bons resultados, além de atender a população com dignidade e respeito. Contudo o que vimos atualmente na cidade de Teófilo Otoni é um descaso. Faltam médicos, equipamentos, remédios e infraestrutura, onde recentemente houve uma ameaça de fechamento de várias dessas unidades, conforme ocorreu com as Unidades Básica de Saúde Bucal, trazendo assim enormes prejuízos a sociedade. E um dos grandes desafios do Programa é justamente esse: transparecer a atuação no território da ação básica, ao integrar práticas preventivas e educativas, cada vez mais próximo da realidade da população.

Taquim da Sucam