TEÓFILO OTONI – “Com a crise política que perpassa o País, uma mudança de postura é exigida pela população em geral, além de cobranças constantes por uma nova forma de se fazer política”. Estas são as justificativas do vereador Taquim da Sucam (PTB) para o Projeto de Lei protocolado na Câmara Municipal que visa acabar com o recesso parlamentar no mês de julho na casa legislativa. Atualmente, a paralisação nas sessões ordinárias acontece duas vezes ao ano. Em julho e ao final do ano, durante 30 dias de férias dos servidores. Segundo a visão do parlamentar, basta apenas o período do final do ano. Taquim diz que não é mais compreensível que no meio do ano a Câmara não tenha sessões e deixe de votar projetos importantes para o município durante esse período. “Nós já temos praticamente apenas cinco sessões por mês e isso deixa a produtividade muito baixa tendo em vista as pautas enxutas destas reuniões. Essa demanda veio da própria população, precisamos fazer novos tempos, uma nova maneira de se fazer política, o povo está exigente nas ruas. Temos que nos adaptar a isso e abrir as portas da Câmara durante todo o ano, realizando as sessões normalmente”, avaliou.